Quatro razões para votar!

Foi dada a largada para as eleições de 2010. Os candidatos encontram-se em disputa pelo seu eleitorado. É a roda-viva da democracia representativa…
A essa altura alguém poderia pensar : “Toda eleição é sempre assim. Os políticos só lembram do povo para pedir voto e , uma vez eleitos, viram as costas.
Por isso, não quero votar em mais ninguém!”
Respeitamos toda opinião, no entanto, queremos dialogar, especialmente, com aqueles descrentes e sem esperança com a política e os políticos. E voltamos à pergunta : por que devemos votar?
Primeiro, porque, se não votamos , estamos nos omitindo do processo e delegando a terceiros a definição dos rumos de nosso município e , por extensão, de nosso país . E estaremos abrindo mão, ao mesmo tempo, de um direito e de um dever, que é o de construir e aprimorar a democracia , tantas vezes atacada e comprometida. Ditadura , nunca mais !
Segundo , porque é através do exercício do voto que realizamos o sagrado direito de escolha e, com isso , podemos mudar os governantes ou representantes, que não honraram com suas promessas de campanha. Mais do que escolher candidatos individuais, é através do voto que podemos , pelo menos teoricamente, garantir o princípio democrático de alternância entre governo e oposição.
Terceiro, porque é pelo voto, com acertos e erros , que cada eleitor aprimora sua escolha, procurando a cada eleição a melhor opção entre os partidos e candidatos. Portanto, a omissão não contribui para avanço das escolhas e da própria democracia.
E por último, lembramos que , sendo obrigatório o voto em nosso país , o eleitor, mesmo desiludido e contrariado, acaba votando em qualquer candidato e, dessa forma, perpetuando o ciclo dos problemas já existentes. Daí a necessidade da reflexão e da análise das melhores opções existentes.
Por fim, queremos enfatizar as razões e os motivos que devem justificar o voto consciente, livre de pressões econômicas e de interesses menores. Conclamamos a todo cidadão e cidadã a voltar sua atenção para as próximas eleições. De sua decisão estará dependendo o futuro do país, que desejamos cada vez melhor.

Guilhermina Rocha
CEPRO – Um Projeto de Cidadania, Educação e Cultura


Reply